Um quase, quase amor : Encontro

large (16)

Não vou dizer que é perfeito, porque realmente não é.
Mais é um sentimento bom, uma sensação nova e ainda sem muita explicação.

Hora me interessa, depois me desinteressa, no entanto não cansa, não ainda.
Há nele a pretensão tola em ser uma metade minha, no entanto sou um inteiro buscando outro inteiro, não muito igual e nem tão diferente. Sem mendigar amor, sem juntar partes, um encontro deveria ser quando ambos percebem serem um inteiro á somar com o outro.

8 thoughts on “Um quase, quase amor : Encontro

  1. Testemunhar algo novo e bom aflorando, sem esperar que seja perfeito (apenas íntegro) e isso te tomar pouco a pouco, mesmo não precisando ser explicado, é uma sensação única.
    Quando menos se espera, já houve o encontro e ambos formaram um inteiro “sem juntar partes, sem mendigar amor.”

    Lindo lindo demais!!! =D

      1. Imagina, querida Jaque! ^^

        Bom… também espero. Talvez ele até entenda, mas vai saber o que se passa na cabeça dele, né? rs

        Caso não entenda, quem perde é ele. Não você.

          1. Imagino que já disseram isso para ti antes. rs Mas infelizmente (ou felizmente… sei lá…) ganhar e perder faz parte do jogo. É inevitável isso. E a vida, por si só, é um mar de riscos que nadamos a cada dia. Pra nadar nela, tem de se jogar e se arriscar mesmo. kkkkk

            O que não vingar, vira texto (ou canção, ou frase, ou poeira) rs =D

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.