Quem eu era, quem tenho sido ou quem vou me tornar ?

08ec2fa7ee2f6f5b0c14cc76a3bd209cE. E. Cummings escreveu    Não ser ninguém – além – de – você – mesmo num mundo que está fazendo de tudo, noite e dia, para transformar você em outra pessoa – significa travar a batalha mais difícil que qualquer ser humano pode travar; e nunca parar de lutar. E ele também escreveu É preciso coragem para crescer e tornar-se o que você realmente é. E são  com essas  duas frases que eu estou de  volta depois do hiato de alguns meses, sem escrever nada por aqui. 
Sobre  estes meses ausente, o que dizer ?
Conto sobre ter feito  a  minha primeira tatuagem, sobre os quilos que  ganhei , sobre meu pesadelos  ou sobre alguns sonhos se realizando ?

O que realmente importa? Quem eu era, quem tenho sido  ou quem vou me tornar ?
Porque, bem , quem eu  era errava bastante, quem tenho sido também erra (mesmo que tentando concertar velhos erros), e eu não sei se por hábito ou ”destino”, ou pelo simples fato de ser humana vou  continuar a cometer erros. 
E por mim tudo bem, tudo bem seja lá o que esteja por vir, contanto que eu volte aqui e me de conta de que o meu eu, essa parte grande insólita sobre quem eu sou continue viva, mesmo diante de todo esforço que o mundo faz para me tornar outra pessoa, matando quem eu realmente sou. 
Se  há  alguém que ainda acompanha, ou eventualmente lê esse blog, bom eu estou de volta!  E peço desculpas  a minha  dúzia de emails de  vocês  leitores  insólitos que ficaram sem respostas por tanto tempo. 
O que posso  dizer é  que foram meses bem insólitos e decisivos.  Houveram risos, lágrimas, espanto e surpresas agradáveis, e aos poucos   irei contando se não tudo, boa parte  do que aconteceu. 
Com toda minha insólita mente
Jaque Bastos
 
 

TAG: Um coração igual ao de Deus

wp-1472412267706
Fui indicada pela abençoada Vick Santos ( autora do Blog Coração Igual Ao Teu ), para
participar da TAG criada por ela, intitulada Um coração igual ao de Deus.
Basicamente da TAG consiste em colocar o logo da tag; Colocar o nome do site que te indicou e linkar; e claro indicar blogs cristãos para responder ( as perguntas feitas pela Vick).
Lá vou :
1- Que horas você prefere buscar a Deus?
Sinceramente não tem uma hora especifica, mas sempre busco por momentos em que estou só ( como por exemplo no meu quarto).
2- O que você pensa sobre jejum? E como você faz?
Penso que deve ter proposito. Não fiz muito, mas os que fiz proporcionaram resultados!
Sempre busquei faze-los com proposito, e acompanhados de orações.
3- Qual período que você acha melhor estudar a bíblia?
Sou sincera em dizer que não tenho estudado a Bíblia, apesar de pai teólogo e
praticamente todos os dias em contato com a Palavra no corre e corre do dia ( através de pregações no smartphone ), eu não tenho reservado um tempo para.
4-“Todo filho escuta seu pai”. Como você reconhece que algo é da vontade de Deus?
Busco me basear na Palavra, portanto fico atenta se vai de acordo ao que ela diz. Em segundo peço direção ao Espírito Santo. Geralmente o que penso ser um sexto sentido é um aviso do Espírito, é o que sinto!
5- Qual versículo da bíblia mais mexe com você?
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos;
quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
1 Coríntios 13:8-10
6- Você tem um sonho de fazer algo para Deus? O que?
Sim. Cumprir as missões que me foram dadas, cumprir meu chamado!
7- Como você consegue na correria da vida buscar ter intimidade com Deus?
Muitas pregações online, de Lucinho á Yossef!
E claro muito som do RESGATE! \o/ ( no celular e claro ao vivo … não importa o nível de correria se tiver um show deles em SP eu vou!)
8- Que dica você daria para novos cristãos a respeito de como entender a bíblia?
Busque sentir o que as mensagens nela passam, apenas sentir… pois o tentar ENTENDER tudo de inicio é muito, muito complicado!
A compreensão virá através do sentir, se permita absorver as lições ainda que não entenda tudo claramente. Pois é vivendo a Palavra, que iremos realmente entender o que ela significa!
9- Qual pregação te marcou? Quem pregava? E o por que te marcou?
Essa aqui abaixo … Pastor Lucinho … Me marcou por perceber que vivo enrolada com as coisas dessa terra ( ao invés de ter a forma do meu chamado ) …

Assistam !
11- Já sacrificou algo para servir a Deus?
Sim .
12- Para você o que é amar ao próximo?
Fazer para os outros o que gostaria que fizessem por mim.
Não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem a mim.
INDICADOS :
Thiago Cruz do inludere.wordpress.com
Nathuanny do einegrinha.wordpress.com
Agda Marianne do toqsutil.wordpress.com

Livro Poesia Livre 2016 * Poesia : Anjo Caído

Boa Tardeeee!

É eu estou animadinha, e não  é pra menos, finalmente  é sábado! E como devem saber, sábado é meu dia favorito por diversas razões, e uma delas é ter tempo pra escrever aqui, e  como estive meio distante, acreditem, tenho muita coisa pra escrever! rs
IMG_20160611_120822_2
Vou começar contando pra você que o livro Poesia Livre 2016 finalmente chegou no dia 09/06 quinta-feira ! A demora se deu porque apontei dois endereços da Zona Lost de SP. Mas chegou !!!
E lá na página 203 tem a minha poesia  Anjo Caído, escrita em homenagem ao muso inspirador da serie de textos do blog intitulada Um Quase, Quase Amor (que você pode conferir inteirinha clicando aqui).
9340ae53f50789a3f1b52829c46bed3a
Muita gente me perguntou sobre quem é o tal rapaz angelical-infernal,e  gente é o RAFA rs, e não ele não é meu namorado ainda, é um desses romances impossíveis que vira poesia, e que basta caber na página de um livro (ou nesse caso de 5 mil exemplares) . 
Se alguém avista-lo pelo alto do Ipiranga por favor digam a ele ‘A JAQUELINE FEZ VOCÊ VIRAR POESIA MOÇO! ‘
IMG_20160611_121125
Anjo caído
Ele sempre está lá
É meu par
As vezes chega atrasado, mas sempre chega lá
Lá onde o que nos importa é amar
Nosso amor estranho, mas belo
Contraditório e necessário
Partilhando de um destino paralelo
Nós, uma junção inesperada sem nenhum critério
Chegando ao céu, caindo ao chão
Lá e cá, no corpo, na alma, no coração
Cá entre nós, lá em casa
Me visita um anjo toda noite
E ele é meu deleite
Anjo caído de uma só asa
angel_statue_stock_png_by_shadow_of_nemo-d78bem2

Vale lembrar os lerdos que a linguagem é toda metafórica, e que meu eu lírico ainda encontra muita inspiração na barba dele, embora ele nem saiba disso rs!

O Concurso Nacional Novos Poetas acontece todo ano, e é promovido pela Editora Vivara. Cada participante (de qualquer Estado do Brasil) pode enviar duas poesias, e se uma delas for aceita pela comissão julgadora, você terá sua poesia publicada. Para ver mais a respeito, passa na minha página no menu do blog AQUI , onde estou tentando organizar alguns trabalhos.
Abaixo a Apresentação e a  contra capa do livro, falando um pouquinho sobre o Concurso:

20160611_132224

20160611_132137-horz

O Apoio para o Concurso vem da Academia de Letras do Brasil -Seção Minas Gerais, EBC Empresa Brasil de Comunicação , TV Brasil, TV Cultura entre outros.

A outra poesia que enviei além de Anjo Caído, foi  Desengano (e já que ela não ganhou espaço no livro, aqui está) :

Pensei que era mesmo ele
O ser a me libertar de estar exilada em mim
Não pensava haver outro abaixo daquela pele
Mas não foi assim

Fui consumida por minha própria ingenuidade
Enganada por meu próprio coração
Arrebatada de amor foi minha sanidade
E pelo crer cegamente, recebi minha punição

Sofri o castigo da descoberta
E por minhas próprias lágrimas fui liberta
Ainda presa mim, mas livre dele

Há um exílio do qual nunca se pode fugir
Mas de enganos sempre poderemos partir
Novamente pertenço a mim, e não a ele


Pra dar um pouquinho mais de emoção aos novos poetas, no final do livro vem poesias de alguns dos grandes poetas brasileiros:
20160611_132304
Agora posso dizer que estou no mesmo livro que Drummond =D rs! 
<3

Minutos de sabedoria — Chamfort — Peregrinacultural’s Weblog

Ilustração, Pierre Mornet (França, 1972). “Nas coisas grandes, os homens se mostram de maneira que lhes convêm mostrar-se; nas coisas pequenas, mostraram-se como eles são.” Chamford

via Minutos de sabedoria — Chamfort — Peregrinacultural’s Weblog

Lorena Chaves animando minhas playlists atuais

large (74)

Eu sou viciada em fazer playlists, faço playlists pra tudo quanto é tipo de sentimento/emoção rs.

Não sei porque, mais eu faço! rs Talvez seja pela minha necessidade de ter uma trilha sonora 24 horas por dia. Talvez seja só doença!

Através de alguma postagem de algum blog que sigo  por aqui acabei conhecendo Lorena Chaves, e me apaixonei pelo som dela.

banner_lorena_chaves_01-628x353

Para quem que assim como eu não sabia sobre sua carreira, vai lá  no wiki/Lorena_Chaves

Quem não conhece tem que conhecer!

E agora  vamos ao que interessa, música! =D

A L E G R I A 

tumblr_mnzx8yQw961qdbm7zo1_1280

R E F L E X Ã O  SOBRE O VERDADEIRO AMOR

 

 E S  P E R  A N Ç A

tumblr_n28ac8CoIM1rwnvf3o1_1280

 

Links da Lorena      LAST FM   SITE OFICIAL

tumblr_mlb78c8xVi1r9s7gio1_500

Hora de voar mais alto com o livro Fernão Capelo Gaivota

tumblr_lxqroaxcs51qkrqat

A primeira leitura da vida do blogueiro Ismael (do blog Deixe Crescer) foi nada menos que Fernão Capelo Gaivota * segundo esse post aqui oh <<

E eu num aguento ficar sem ler um livro  que a pessoa diz ”mudou meu modo de ver as coisas” ou  ”me fez evoluir/crescer” etc. Eu tenho que ler! rs

E foi o que fiz! E hoje estou aqui para falar sobre, e claro recomendar essa obra de arte de Richard Bach!

O livro conta a história de Fernão, uma gaivota que deseja voar da maneira mais sublime e perfeita possível.Fascinado por acrobacias enquanto todo Bando apenas voa de maneira sempre igual afim de buscar alimento, Fernão acaba entrando em desacordo com a gaivota líder e seus demais companheiros. E ao a ser banido  do grupo, passa  a viver só, mais livre das normas
que regiam a maioria, e é então que Fernão percebe que a vida é mais do que obedecer a regras, e nos inspira a buscar por voos mais altos.

photo wave and seagull

O livro é  uma especie de alegoria acerca da evolução pessoal a qual todos devemos buscar diariamente. Fala sobre como podemos ser melhores naquilo que nos colocamos para fazer, e melhores como seres humanos SEMPRE TRABALHANDO O AMOR, afim de sermos  a nossa melhor versão! O livro é demasiadamente breve ( possuindo cerca de 20 páginas* na versão que li ),dividido em 3 partes:

livro-fernao-capelo-gaivota-richard-bach-218_MLB-F-3145041774_092012

Parte I
Onde Fernão ainda é jovem e se encontrada demasiadamente frustrado com o materialismo e o significado da conformidade e da limitação da vida de uma gaivota.
E através de voos ousados ele acaba por perceber que tudo pode ser diferente, e é assim que entra em desacordo com os demais.Se depara com duas radiantes gaivotas que lhe explicam que ele já aprendeu muito e agora elas estão lá para ensinar-lhe mais e então passa a segui-las.
Parte II
Na segunda parte, Fernão descobre um outro grupo, onde todas as gaivotas desfrutam da paixão pelo vôo. E lá passa a treinar com afinco considerando sagrado os ensinamentos que lhe passados ( uma especie de alusão a relação entre homem e Deus).
Parte III
Aqui Fernão entende que o espírito não pode ser verdadeiramente livre sem a capacidade de perdoar e o caminho do progresso passa pela capacidade de tornar-se um professor, repassando tudo que lhe fora ensinado.Ele então retorna ao antigo bando afim de compartilhar suas ideias, mas para isso precisa obter o perdão deles.

frase-ve-mais-longe-a-gaivota-que-voa-mais-alto-richard-bach-133969

Segue aqui algumas das grandes frases inspiradoras do livro :

“Quase todos nós percorremos um longo caminho. Fomos de um mundo para o outro, que era praticamente igual ao primeiro, esquecendo logo de onde viéramos, não nos preocupando para onde íamos, vivendo o momento presente.”

”Talvez o segredo do vôo seja manter as asas imóveis.”

”Amar é doar-se.”

”Estamos sempre partindo. Estamos sempre dizendo adeus.”

”Quebre as correntes de seu pensamento e também irás quebrar as correntes do teu corpo.”

“Escolheremos o nosso próximo mundo através daquilo que aprendermos neste. Não aprender nada significa que o próximo mundo será igual a este, com as mesmas limitações e pesos de chumbo a vencer.”

”Como a página que anseia pela palavra que fala daquilo que é eterno.”

”Aprenderás que a vida é o desconhecido e o que não pode ser conhecido!”

”Viemos ao mundo para sobreviver como pudermos, e enquanto pudermos.”

”Eu sei o que significa falar, sentir, e nunca ser ouvido.”

“Mil vidas, Fernão, dez mil! E depois mais cem vidas [temos que passar] até começarmos a aprender que há uma coisa chamada perfeição, e ainda outras cem para nos convencermos de que o nosso objetivo na vida é encontrar essa perfeição e levá-la ao extremo.”

“O preço de ser incompreendido. Ser classificado de diabo ou de deus.”

”Talvez você encontre algo que fará ainda mais sentido para si do que voar sem limites.”

”Ainda preciso praticar suavidade e paciência.”

”Todos podem aprender, quando quisermos aprender.”

“Não creia no que os seus olhos lhe dizem. Tudo o que mostram é limitação. Olhe com o entendimento.”

“Tem alguma ideia de por quantas vidas tivemos que passar até chegarmos a ter a primeira intuição de que há na vida algo mais do que comer, ou lutar, ou ter uma posição importante dentro do bando?”

”Voar rápido como o pensamento, a qualquer lugar do agora, do que foi ou que será você começa compreendendo que você já chegou.”

”Sou uma perfeita expressão da liberdade, aqui e agora.”

”É importante dar o que encontrou, como um presente, a quem quer que o aceite.”

”A liberdade é a essência de todo ser.”

”A única Lei verdadeira é a que nos liberta!”

”Cada um de nós encontra e segue o que mais amamos fazer, não importa o que outros pensem.”

” Fazer o que amamos  nos leva automaticamente a descobrir mais sobre quem realmente somos.”

thumb_big_other_75747d37e6de0cec499fde5ce865d6bf

Eis um pequeno (mais grande) livro, que nos ensina tanto quanto O Pequeno Príncipe a valorizar a liberdade, amizade e amor.

Super recomendo!

 

É SAGRADO VIVER

WP_20160224_002.jpgEnquanto ‘Quem me roubou  de mim? ‘  (resenha aqui) é um livro  sobre  conselhos e psicologia acerca do sequestro da subjetividade, e ‘ Tempo de Esperas ‘ (resenha aqui)  um romance, eu não sabia  o que esperar ao certo de ‘  É sagrado viver ‘. Mas  li, e agora que o terminei  o que posso dizer ?

Esse livro é maravilhoso!  E de novo recomendo por aqui a leitura de mais uma obra do padre.

É SAGRADO VIVER é  um apanhado de experiencias do autor e sua singular percepção sobre elas. A morte de sua irmã, lembranças dos sabores da infância, os estranhos que lhe fazem pensar nas boas razões para se viver da melhor forma possível. Com sagacidade, bom humor ( no estilo de humor sobre o cotidiano e si mesmo, bem Max Lucado rs! ), poesia, e muita reflexão traduzida em palavras preciosas Fábio de Melo outra vez entrou na minha lista de livros favoritos. E por isso mais uma vez o recomendo !

Ver sobre/comprar: aqui

É Sagrado Viver – Padre Fábio de Melo
Editora Planeta
174 páginas

“A força da fala revigora o gesto. Palavras são artifícios da alma. Diz quem quer. Ouve quem pode.”  Pe Fábio de Melo 

 

Olavo e eu

Olavo Bilac (1)
Desconfio e que estivesse acordada , mas não sei. As vezes simplesmente não sei distinguir o real dos sonho.
Eu respirava as palavras Olav Bilac , uma vida de poesia ...

{ Abaixo meus trechos favoritos de alguns dos meus favoritos poemas de Olavo Bilac }

Uma alma alheia, uma alma em minha alma escondida,
– O cadáver de alguém de quem carrego a vida…
Midsummer’s night’s dream

Inania verba
Ah! quem há de exprimir, alma impotente e escrava,
O que a boca não diz, o que a mão não escreve?
– Ardes, sangras, pregada à tua cruz, e, em breve,
Olhas, desfeito em lodo, o que te deslumbrava…
O Pensamento ferve, e é um turbilhão de lava:
A Forma, fria e espessa, é um sepulcro de neve…
E a Palavra pesada abafa a Idéia leve,
Que, perfume e clarão, refulgia e voava.
Quem o molde achará para a expressão de tudo?
Ai! quem há de dizer as ânsias infinitas
Do sonho? e o céu que foge à mão que se levanta?
E a ira muda? e o asco mudo? e o desespero mudo?
E as palavras de fé que nunca foram ditas?
E as confissões de amor que morrem na garganta?!

E eles, pelos degraus da luz ampla e sagrada,
Fogem da humana dor, fogem do humano pó,
E, à procura de Deus, vão subindo essa escada,
Que é como a escada de Jacó.
Mater

Incontentado
Paixão sem grita, amor sem agonia,
Que não oprime nem magoa o peito,
Que nada mais do que possui queria,
E com tão pouco vive satisfeito…
Amor, que os exageros repudia,
Misturado de estima e de respeito,
E, tirando das mágoas alegria,
Fica farto, ficando sem proveito…
Viva sempre a paixão que me consome,
Sem uma queixa, sem um só lamento!
Arda sempre este amor que desanimas!
Eu, eu tenha sempre, ao murmurar teu nome,
O coração, malgrado o sofrimento,
Como um rosal desabrochado em rimas.

E Deus, na altura infinita,
Abre a mão profunda e calma,
Em cuja profunda palma
Todo o Universo palpita.
NOTURNO

Mil vezes sem morrer viu a morte de perto,
E negou-lhe o destino outra vida melhor:
Foi viver no deserto… E era imenso o deserto!
Mas o seu Sonho era maior!
E um dia, a se estorcer, aos saltos, desgrenhado,
Louco, velho, feroz, – naquela solidão
Morreu: – mudo, rilhando os dentes, devorado
Pelo seu próprio coração.
O cavaleiro pobre
Não me fales das lágrimas perdidas,
Não me fales dos beijos dissipados!
Há numa vida humana cem mil vidas,
Cabem num coração cem mil pecados!
Vita nuova

Campo-santo
Os anos matam e dizimam tanto
Como as inundações e como as pestes…
A alma de cada velho é um Campo-Santo
Que a velhice cobriu de cruzes e ciprestes
Orvalhados de pranto.
Mas as almas não morrem como as flores,
Como os homens, os pássaros e as feras:
Rotas, despedaçadas pelas dores,
Renascem para o sol de novas primaveras
E de novos amores.
Assim, às vezes, na amplidão silente,
No sono fundo, na terrível calma
Do Campo-Santo, ouve-se um grito ardente:
É a Saudade! é a Saudade!… E o cemitério da alma
Acorda de repente.
Uivam os ventos funerais medonhos…
Brilha o luar… As lápides se agitam…
E, sob a rama dos chorões tristonhos,
Sonhos mortos de amor despertam e palpitam,
Cadáveres de sonhos…