Sobre o fim

boy-bus-cold-couple-Favim.com-1524953

Devo lamentar que  mesmo tão cedo seja o fim?

Sinto muito, mas já há muito pelo que lamentar sobre tudo isto

Lamento não ter visto tantos sorrisos seus quanto gostaria

Lamento que não tenha segurado minhas mãos quando se deu o Apocalipse dentro de mim

Mas não posso lamentar que seja o fim

Pois já me acostumei com romances  que terminam antes de começar

Já tenho prática habitual em me esquivar da dor 

Sou quase uma profissional em ignorar o passado

E daqui alguns instantes isto não será nada mais que passado

Sim, eis aqui o fim 

Confirmado e sacramentado nessas palavras de adeus

É bem verdade que eu poderia ter sido sua

Mas prometi a mim mesma não lamentar isso

Eu viro as costas, vou embora

É o meu papel em roteiros como esse 

E fim do drama

 

7 thoughts on “Sobre o fim

  1. Estou começando a achar que tivemos experiências parecidas, se é que os seus poemas são reflexos de sua alma. Sinto-me exatamente assim, fazendo promessas e as renovando a todo momento, para deixar para trás todo sofrimento. 🙁 Mas é isso aí, sigamos em frente, pois é o presente que importa. Não invoquemos o passado, melhor que o deixemos enterrado! 🙂

    1. Sim , são reflexos do que está se passando aqui dentro. Ando crescendo um bucadinho… e cara CRESCER DÓI !

      Obrigada por passar por aqui Apoli-chan, e partilhar que está como eu nesta fase ^^

      1. Assim que aprendemos, né?! Sou muito mais adepta da técnica de aprender por observação, mas as experiências próprias não podem e nem devem ser descartadas, pois tem um valor agregado superior. Vamos à luta! Pelejemos até cansadas, Jaque! =)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.