Sem vida

images

Não se apoie sobre mim, sou frágil posso quebrar

Não leve a sério o que digo, nem considere o que sinto

Digo bobagens porque não sinto nada

Tenho em mim a exaustão de mil vidas mau vividas

Já estou morta. Sou um cadáver atoa vagando no tédio

Minto, roubo vidas, sou o próprio diabo

E as vezes sou apenas ninguém

É quando mentem pra mim, e me roubam que morro de novo

E de tanto morrer nunca descanso

Sigo morrendo um dia após o outro

Vivendo assim, sem vida.

2 thoughts on “Sem vida

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.