Paradoxo da desilusão amorosa

large (55)

Não sabíamos que não sabíamos amar.

Mas bem que agente (eu) quis…

Talvez apenas não tentamos como deveríamos.

Era muito desejo pra pouca entrega.

Muitas ideias sobre amor, e zero experiencias a respeito.

Mesmo assim nossa expectativa de um começo foi uma grande história.

Não exatamente uma boa história, mais extensa o suficiente pra fazer agente ( ou só eu) sofrer.

Nunca vou esquecer, embora até pretenda…

Fez de mim quem sou hoje, mudou um bilhão de coisas em mim, e eu tenho muito a te agradecer por isso. Mas  é também  necessário culpa-lo por tamanha  dor  que talvez nem fosse tão necessária assim … eu acho que poderia ter aprendido de outro jeito tudo que aprendi com a grande desilusão  amorosa que me causou.

Isso tudo é tão dolorido tanto quanto é confuso, faz agente morrer aos poucos e continuar vivo…vivo pra aprender lições e eternizar decepções.

13 thoughts on “Paradoxo da desilusão amorosa

  1. Algumas decepções (principalmente as amorosas) parecem universais (e mesmo assim a gente não aprende, ou de repente, talvez seja por isso mesmo que a gente sempre cai, quem sabe…), dá até medo, rs… Mas escrever ajuda, acho… bela escrita!

  2. As pessoas que mais amei, foram, de alguma forma, as pessoas pelo qual eu mais sofri em algum momento.

    Sempre ficou pra mim a impressão que sofrimento, desilusão, ingratidão, fossem coisas negativas, mas hoje, talvez, consiga enxergar que só senti as coisas negativas pq de alguma forma senti alegria pura, sonhei acordado ou fui grato por viver qualquer momento bom com estas pessoas.

    Acho que é uma forma romântica de enxergar a vida. Talvez até seja míope, mas já diziam os sábios : é melhor enxergar assim do que ser cego.

    O amor é um sentimento infinito que acaba em uma pessoa e começa em outra… Algum tempo depois.

          1. Sobre o comentário que fiz mesmo. Tenho lido bastante o seu blog. Ainda tento organizar mentalmente os seus textos para entender melhor quem você é. Uma hora eu chego lá.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.