O que a garotinha vai estudar afinal ?

large (1)

A escolha da carreira é uma daquelas coisas que ocupam nossos pensamentos desde a infância. Um bilhão de vezes bombardeados com a pergunta aparentemente inocente ‘ O que você vai ser quando crescer ? ‘ a maioria responde baseada no que gosta , ou no que acha que deve gostar por indução dos pais ou responsáveis.

Eu quando criança queria ser professora , mas depois quis outras coisas , quis ser escritora de livros gigantescos de capas de couro ( não sei explicar porque rs!) , depois quis ser ilustradora de livros infantis ( eu amo a ilustração de livros infantis !) , depois eu assisti Rocky Balboa e quis ser lutadora ( eu achava que poderia ser interessante ganhar pra socar alguém , pode dar uma boa grana e aliviar meus nervos – pensei) …

Mas no geral sempre pensei em atuar na área da educação e /ou da escrita.
Escrevi muita coisa , isso é diários , contos , cronicas , livros bizarros , mas achei que essa coisa de ser escritora pudesse ficar pra mais tarde , pra quando o talento chegasse e minha gramatica melhorasse depois dos estudos .
Entrei na faculdade de Pedagogia , gostei de estudar Historia da Educação ,Filosofia da Educação , Antropologia da comunicação , e até amei as aulas de Psicologia Infantil embora tivesse medo do professor.
Estava tudo bem com os estudos , mas foi só trabalhar na área pra me sentir um mega peixe fora d’água ! Claro que ensinar de maneira lúdica para crianças de 2 , 3 , 4 anos é muito diferente de ensinar de repente para crianças de 10 ou mesmo adolescentes. Mas eu realmente me senti demasiadamente inadequada fosse no berçário , na creche ou na pré escola ( é eu já tive muitos empregos rs!)
Enfim , adeus Pedagogia disse a voz do bom senso dentro de mim .
Então eu pensei LETRAS , LETRASSSSSSSSSSSSSSSSS o curso que sempre quis , poder dar aulas , aprender finalmente o Português como devo para me tornar escritora .
MASSSS … mas a vida faz agente mudar tanto .
Vou prestar o vestibular no final desse ano , e o curso da minha atual escolha é uma surpresa pra mim mesma , não foge tanto a LETRAS e área da educação , mas é SURPRISE rs!
Na verdade vou tentar duas áreas distintas ( bem distintas eu diria!) , a segunda opção é bem insana – talvez eu até tema precisar dela , rs .

O que nos ajuda muito a fazer qualquer tipo de escolha na vida é nos conhecer . Pode parecer um papo filosofico esse , mas se questionar , se questionar e se questionar , pode evitar grandes equivocos na vida.
Perguntas como : Por que quero essa profissão ? O que me atrai nessa aréa , minha paixão por ela , o dinheiro que proporcionará , ou só vou atuar nela porque é que esperam de mim ?
Como me vejo daqui alguns anos envolvido com isto ? Qual o mercado de trabalho para essa área – e será que me encaixo nele em termos de idade e etc ?
A percepção dos nossos reais quando somados ao conhecimento da atuação da profissão escolhida no mercado , mais a noção do retorno financeiro do mesmo pode nos garantir segurança de pelos surpresas menos desagradáveis no futuro.

Por isso meu pai ( pasmem PROFESSOR rs!) sempre me aconselhou a buscar por uma área onde tivesse multiplas escolhas de atuação .
Em umas pesquisas que fiz sobre o assunto , li um conselho do psicologo Fabiano Fonseca da Silva da USP que dizia ” A escolha da carreira não deve ser vista como um casamento que nunca será desfeito ”
E esse é um conselho que poderia ajudar muito aqueles (as) absolutamente infelizes com suas profissões , mas que nem cogitam deixa-la , por muitos fatores , a perda financeira investida na capacitação , a perca de tempo que levou para se tornar de fato um profissional da area , e principalmente pelo famoso ‘ O QUE VÃO PENSAR DE MIM? ‘

Não faz muito tempo eu vi uma matéria de pessoas chamadas de CORAJOSAS por abrirem mão de suas promissoras carreiras para fazerem o que realmente amam . Médicos , advogados , administradores de empresa que acabaram trocando essas áreas por gastronomia , educação física , e até profissões autônomas .
Eu admirei a coragem deles(as) , e me identifico  mas com a CORAGEM PARA MUDANÇA . do que a ”CORAGEM” em persistir no que vejo que não me faz feliz.
É um pensamento medíocre para muitos , mas eu não estou nem ai para o Universo do Bussines , ou mesmo pra $$$ , eu  só quero realizar os sonhos daquela garotinha que brincava de escolinha com os irmãos , deu aulas de reforço durante a adolescência , ganhou concursos de poesia , bolsa de estudos pra Pedagogia …
Ela merece mais que um diploma , ela merece ser feliz !