Morte

large

Transformei a morte em poesia,mas isso foi depois de morrer.

Só os vivos podem sentir a dor da morte,mas só os mortos podem falar com precisão sobre ela.
No dia que morri ,desprevenida e feliz não medi o tempo,não calculei a falta que poderia fazer minha vida sem mim,e eu sem ela.
Deixei de existir simplesmente.
Matei aos que me amavam e que por infortúnio da vida precisam continuar vivos sem mim.
Matei meus sonhos,minhas ideias,minhas crônicas ainda por escrever,por simplesmente me deixar morrer.
Agora com compreensão absoluta da morte entendo o qual cruel ela é,principalmente para quem fica ,porque esses não podem compreender o que digo.

Um comentário sobre “Morte

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.