Mantenha Gael vivo

As crônicas de Wash

Veja episódios anteriores de Wash aqui 

Episódio 8 : Mantenha Gael vivo

large (20)

Sempre faço questão de trazer a memoria a primeira vez que vi Gael ,lembro que fiquei surpresa com a perfeição da combinação de seus olhos azuis com seu cabelo rubro,que ficava alaranjado quando exposto ao sol.

Gosto de me lembrar como corava rápido quando eu falava de amor,e como mexia as mãos quando queria dar ênfase ao que dizia.

Eu nunca ouvi Gael dizendo o que era certo ou o que era errado,eu sempre descobria o que ele pensava sobre as coisas através do modo como agia em relação a elas.

Ele tinha um mundo inteiro dentro de si,mas não se gabava disso,e se quer dizia algo sobre seus tesouros internos.Ele apenas deixava-se ser descoberto aos que queriam o descobrir.

Gael não era perfeito,quase sempre sua quietude me incomodava,no entanto sua tranquilidade sempre se apoderava de mim,e na calma mais paciente da sua leveza eu amei o mundo que eu habitei dentro dele.

Três semanas antes de Gael morrer eu acariciava seu cabelo enquanto dormia,e tentei supor o que ele sonhava. Ainda me pego fazendo isso ,e as vezes sonho que Gael ainda está vivo em outros corpos.Gosto de acreditar nisso.

O que eu mais amava em Gael não era seu corpo,nem sua face angelical,era a imperfeição de dentro que ele deixava esvaziar pra fora como perfeita e absoluta tranquilidade .

Eu diria que Gael é o amor,e mesmo morto ele nunca deixara de ser.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.