Ele nos sustenta

Entre tantas proteínas, a Laminina é uma das responsáveis por manter as células unidas e permite que estas células saibam qual é a função a desempenhar no organismo. É como uma barra de aço do corpo humano que mantém as membranas juntas. A laminina e outras proteínas da MEC, essencialmente, “colam” as células (tais como os de revestimento do estômago e intestinos). Glicoproteína de fundamental importância no desenvolvimento embrionário, possuí   um papel importante em processos de diferenciação, migração e adesão celular. A laminina é encontrada, em grande parte, nas membranas basais.

A laminina mantém as células no local e lhes permite funcionar corretamente. A estrutura da laminina é demasiadamente importante para a sua função (tal como acontece com todas as proteínas).

Laminina-cruce

Abaixo o vídeo completo :

https://youtu.be/sA04ij69lMY

matriz-extracelular-29-638

large

Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
Salmos 139:16

 

liquido-amniotico-bebe-mae-gestacao-gravidez

 

 

 

 

Te agradeço

barco-no-mar-e-ondas1-jpg

Foram tantos naufrágios…
Ao menos me serviram para aprender a nadar.
Recordo-me que sentávamos na areia molhada, esperando que o sol secasse as lagrimas que havíamos chorado durante a tempestade.
Lágrimas salgadas como água do mar… eramos juntos um oceano de misérias.
Mas era bom, admirávamos o simples da vida…
Era belo ver as pegadas na areia, o por do sol depois da noite turbulenta…
Oh Deus, me devolva a esses tempos!
Queria ter entendido antes que afundar era bom, que quase morrer afogada era um privilegio. Queria ter compreendido naquele tempo que cada tempestade me moldava, me trazia poderes que só quem sentiu dores na alma pode ter.
Oh Deus, eu te agradeço por cada vez que meu barco virou.
Te agradeço por cada onda que quase me levou …
Porque agora estou aqui, e entendo o porque de tudo ter sido como foi.
Eu já não temo tempestades, sou capaz de sorrir para as ondas, e há vezes em que com Você consigo até dar passos sobre o mar.

Os paradoxos da paixão e a razão cativa

tumblr_m1e54spTq21robqkvo1_400
Estou lendo A RAZÃO CATIVA As ilusões da consciência: De Platão a Freud (SERGIO PAULO ROUANET – 2 Edição publicado pela Editora Brasiliense), o livro é divido em três partes: O ESPAÇO INTERNO, O ESPAÇO EXTERNO, O ESPAÇO FREUDIANO. E é na primeira parte que se encontra o capítulo sobre a consciência e vida efetiva onde  me deparei com todas as ideias filosóficas que tentam explicar os paradoxos da paixão.

Será que toda paixão torna nossa razão cativa, ou será que é justamente através da paixão que descobrimos a razão para tudo?
250px-Eugène_Ferdinand_Victor_Delacroix_031

Medeia é a famosa personagem da tragédia grega que, abandonada, assassina os próprios filhos a fim de se vingar do marido.

Sei que crimes estou na eminencia de cometer” disse Médeia, ”mas o desejo é mais forte que minhas razões”.

A psicologia de Platão diz que a alma é um conjunto de faculdades hierarquizadas:

Razão, o NOUS, que comanda as demais instancias
Vontade, o TIMOS, que inclina para razão
Apetite, EPTIMIA, que é dominado pelas emoções
E Sócrates compara a alma com coche conduzido por dois cavalos, cujo cocheiro é a RAZÃO.Num aparelho psíquico bem regulamentado o cocheiro deve ter o comando dos cavalos, embora possa perder o controle em certas circunstancias, o que significa que a razão possa ser deposta pelos desejos inferiores.
A ação ética é aquela que visa um bem,sob a impulsão do desejo, e mediante a tutela da razão. A virtude resulta de uma escolha, a escolha é o desejo e a razão, com vistas a um fim. Por tanto é uma razão que deseja e um desejo que raciocina. É o que instrui o desejo o levando a mover-se em direção ao que constitui verdadeiramente o bem, e não a um bem aparente, de modo que significa uma escolha baseada em evitar paixões extremas.
As paixões não são em si nem boas e nem más, mas pode ser que venham a se tornarem nocivas quando excessivas ou deficientes.E compete a razão orientar o comportamento de modo a evitar extremos.
Quantas vezes o desejo não se voltou contra a razão e então nos vimos reféns do que ou quem desejamos?
Desejo ardente por alguém, uma inquietação impetuosa, cólera… Era para possuirmos sentimos mas eles é que nos possuem, tornando a razão cativa e tornando nossa vida em uma busca incansável por realizações desses desejos ( sejam eles bons ou maus ).
Não é a atoa que não é só na psicologia e filosofia que esse assunto tem notoriedade, na literatura geral, no cinema, nas canções é comum nos depararmos com a ideia constante do conflito entre a razão e as paixões.
O homem está obrigatoriamente sujeito as paixões em alguma fase de sua vida ou melhor em todas.
Seja o desejo de enriquecer, de aplacar uma dor, ou de vencer uma competição, somos movidos por desejos o tempo todo, e desejos movem paixões, e paixões as vezes nos fazem esquecer quem somos , afinal de contas perdendo a razão nos perdemos de nós.
E de toda forma são nossos desejos que determinam nossas ações, e nossas ações quem somos, e se não compreendemos o porque de tal desejo, não sabemos o porque de tais ações, e consequentemente não saberemos quem somos e o desejo que deveria revelar quem somos nos faz nos perder totalmente.
Por tanto fazendo jus ao pensamento de Sócrates o melhor a se fazer é controlar bem os dois cavalos e fazer uso de toda temperança necessária para uma vida mais plena, certo?
Não exatamente!
Leibniz o último pensador racionalista do século XVII ressaltou o papel do desejo no processo do conhecimento ” As paixões são uma forma de inquietação, uma tendencia que nos impele a um objeto, e que são acompanhadas de prazer e desprazer.
Com o tempo as paixões deixaram de serem vistas como obstáculos e passaram a serem mais investigadas.Com o Iluminismo por exemplo passou a ser valorizada positivamente, e examinada pelos aspectos de seus condicionamentos sociais.
Vauvenargues escreveu que ”nossas paixões não são distintas de nós mesmos; muitas delas constituem o fundamento de toda a substancia de nossa alma,” e que ” o espirito é o olho da alma, não sua força; sua força está no seu coração, isto é, em suas paixões”.
É O PERÍODO EM QUE HELVETIUS ENSINA QUE ”AS PAIXÕES SÃO NO MUNDO MORAL O QUE O MOVIMENTO É NO MUNDO FISICO : ELE CRIA, DESTROI, CONSERVA, ANIMA TUDO, E SEM ELE TUDO É MORTO. DA MESMA FORMA SÃO AS PAIXÕES QUE VIVIFICAM O MUNDO MORAL.
Ou seja trazendo a ideia de que são justamente as paixões tão determinantes como princípios motores, e decisivas no processo do conhecimento.

FORAM AS PAIXÕES QUE ENSINARAM AOS HOMENS A RAZÃO. Na infância de todos os povos,como na dos indivíduos, o sentimento sempre precedeu a reflexão, e foi seu primeiro mestre”

-Vauvenargues

Não seria um atentado a razão dizer que duas coisas antagônicas são verdadeiras?
Teria a razão sempre estado cativa … e seremos sempre apaixonados acreditando estar certos?

Vou te dizer o que O AMOR ODEIA

large

O que é o amor ?
Todos tentamos definir o que ele é , o que significa.
No entanto a maior compreensão do amor é senti-lo , e senti-lo é indefinível.
A Bíblia diz , e eu acredito Deus é o amor.
E por isso quando amamos , sentimos Deus em nós.
O amor pode tudo , e quando você ama ,você pode tudo porque Deus está em você.

Claro há quem não acredite em Deus e quem não opta por amar, não que eu esteja sugerindo que essas duas pessoas sejam a mesma (risos),mas eu sei que Deus existe , e eu O sinto quando amo.
Há muitas pessoas que acreditam na existência de Deus mas que no entanto o julgam um deus odioso.
Para essas pessoas eu tenho duas coisas a dizer , em primeiro , pense nas pessoas que você ama , alguma vez você já discutiu ou se ressentiu delas ?
E você dirá SIM , alias são as pessoas que mais amamos que mais nos ferem , certo ?
Mas Deus , Deus não pode se ressentir de nós certo ? Afinal Deus é amor ,O SUPREMO e PERFEITO AMOR .
O que me leva a segunda coisa que tenho a dizer : Deus , o AMOR o Próprio AMOR , Ele ODEIA!
Ele odeia coisas especificas , Ele odeia a cobiça , ganancia, luxuria …e tudo mais que você já sabe que está escrito na Bíblia.
E você odeia ?
Há algo que você odeia ?

E voce dirá SIM , porque todos odiamos algo ,pagar impostos , filas de banco , traição , sentir dor, sentir saudade…
Já odiou alguém que ama , ao menos por alguns segundos ?
Essa é a diferença do amor de Deus e o nosso.
Nos as vezes odiamos quem deveríamos amar , nos ressentimos , guardamos magoa , não conseguimos perdoar .

Deus odeia isso em nós.
O nome disso é pecado!Deus odeia e abomina o pecado!
Sim Ele é odioso quanto ao pecado .
Foi o pecado da humanidade que crucificou Seu Filho numa cruz .
Não há a menor possibilidade de Deus amar o pecado.

E porque eu deveria amar um Deus que diz ser o amor e odeia ?
É PARADOXAL DEMAIS PRA MIM , E EU COMEÇO A ENTENDER OS ATEUS …

Mas uma coisa simples me fez pensar , tão obvio quanto o mau odeia o bem , o bem odeia o mau. Se Deus é amor está certo Ele odiar o mau , o pecado.
Eu também odeio o pecado , e sou uma pecadora . Oque poderia ser mais paradoxal que isso ?
E eu digo que amo Deus , que o sinto quando amo , mas as vezes odeio o que não deveria odiar, e odeio o bem , e eu amo o pecado.
Meu Deus! Eu amo o pecado!
E porque , porque Deus ainda me ama ?
Ele me disse : Eu não pediria para amarem seus próximos como a si mesmos se soubesse que não poderiam fazer isso. Tudo o que precisam fazer é amar uns aos outros , todos eles, os pobres ,os ricos , os amargos , as crianças , as prostitutas , seu chefe grosseiro, a pessoa que arranhou seu carro , o homem (ou mulher) que te deixou , o amigo que o traiu .Porque eu os amo , assim como amo você .Você precisa entender , o amor só odeia o pecado , e não os pecadores!

Meu último dia

largeSe hoje fosse o último dia da minha vida , e pode ser , nós não sabemos , eu não planejaria uma viagem , nem teria tempo suficiente para escrever uma biografia ,eu apenas faria o que importa. Eu viveria meu último dia para amar . Amar todos a minha volta , não só meus familiares ou amigos , eu amaria o senhor da padaria , as crianças indo pra escola , o motorista do ônibus , o passageiro sentado ao meu lado , eu amaria todos que um dia julguei coadjuvantes ou meros figurantes na minha vida.Eu amaria ficar na fila do banco porque significa que tenho dinheiro para pagar uma conta , ou algo pra receber. Eu amaria esperar na linha enquanto aguardo um atendimento ,com a esperança de ouvir alguém do outro lado , talvez a última pessoa com quem eu conversasse .
Eu amaria desmedidamente os mendigos e os executivos indo chefiar suas empresas , eu amaria a dona de casa irritada que passa a minha frente na fila do mercado , eu amaria o homem grosseiro que me empurrou para entrar no metro.Eu amaria quem antes julgava não merecer meu amor , porque daí estaria amando de verdade.
Eu amaria minha pátria , e até os corruptos no poder , porque talvez eles sejam os que mais precisam de amor.Eu amaria meus ex namorados , e perdoaria todos que me fizeram mau, porque o amor dissipa o rancor e apaga o ódio das memorias ruins.
Eu não me importaria com o passado e nem com o que será do futuro , porque eu amaria com a grandeza da eternidade esse dia , esse instante .
Porque o amor é o poder da eternidade concedido a nós dentro dessa vida frágil e passageira ,que pode talvez findar hoje.
Mas o amor perdoa , e por causa do perdão pode transformar tudo, inclusive fim em novos começos.
O amor é a perfeição que nós imperfeitos podemos decidir ou não deixar que nos possua.
Sim , o amor é uma decisão, a decisão mais sábia de todas.Uma vez decidindo amar , isso da sentido á todo resto, e é como se o céu tempestuoso mudasse de cor instantaneamente, pelo menos o céu sobre a cabeça daquele que decidiu amar.E para esse tudo passa a ser mais belo mesmo quando é triste , e tudo mais fácil mesmo quando é muito difícil.Porque o amor é a cura de todo mau, é uma especie de vitamina para os sonhos,é um paraquedas que uma vez aberto nunca cai , nunca.
Então se hoje fosse meu último dia , eu faria só o que importa , eu amaria com todas as minhas forças , e haveria me tornado eterna.

Hoje pode ser o meu e o seu último dia , então é melhor amarmos.

Jaqueline Bastos 22.08.2015