#21 Livros adaptados para o cinema

Já assistiu a um bom filme e depois descobriu que tinha o livro? Bate uma bad, mas a gente se recupera, pois logo um novo livro irá nos indicar um filme.

É bem verdade que adaptação a adaptação cinematográfica do seu romance favorito pode não ter ficado grande coisa, mas pensa pelo lado positivo, ao menos a história vai alcança mais pessoas… essas e outras questões sobre adaptações de livros para o cinema no episódio de hoje.

#19 Sonic: O Filme

Nesse episódio vamos falar da surpresa positiva que tivemos com o filme do Sonic.  

Depois das críticas ao primeiro trailer onde o personagem foi apresentado com características humanas, a direção e equipe responsável reformularam a aparência do porco-espinho azul da SEGA, e nós comentamos o resultado final. Se já assistiu nos envie sua opinião em @nadapressuposto no Instagram!

A violência domestica , o silencio e O MEDO

La Por (El Miedo) (2013)La Por (El Miedo)   é um  filme espanhol de 2013  . E embora eu não goste de filmes violentos  ( porque me arrependo da maioria que vejo , e também  porque não gosto de ver sangue mesmo que de mentirinha  ) , eu gostei de como esse filme falou sobre o tema violência domestica ( ASSUNTO BEM COMUM DESDE OS PRIMÓRDIOS E QUE AINDA NÃO RECEBE A DEVIDA ATENÇÃO DA SOCIEDADE ).

21059194_2013111916293998.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O  filme mostra a perspectiva de um garoto   adolescente (Manuel  interpretado por Igor Szpakowski) , diante da violência domestica sofrida pela mãe , e consequentemente  o terror psicologo vivido por toda família.Manuel é um ótimo aluno,  é querido pelos professores ,tem bons amigos e uma namorada .Mas Manuel nunca foi capaz de dizer a alguém o que acontece  todos os dias em casa. Ele não consegue dormir à noite sempre temendo o que possa acontecer , e depois de uma aula sobre herança genética fica  apavorado pela possibilidade de ser igual ao seu pai, e decide procurar um emprego para tirar a mãe e a irmã do inferno que vivem. 

21059197_20131119162940573.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Em alguns momentos aflitos os personagens olham direto pra câmera , como se pedissem ajuda , é um filme bem forte . Mas recomendo !

Nota : É baseado no romance “M” de Lolita Bosch. 

Ver ficha  técnica  aqui

As “BIANCAS” da sua e da minha carência

0286112_25426_mc_tx360Eu lembro que desde o lançamento do longa ‘ A Garota Ideal  ‘ (2007 ),eu tinha curiosidade a respeito do tema abordado  : APOIO EMOCIONAL . 

a-garota-ideal-5
Título Original : Lars And Real Girl

O filme conta a historia de Lars ,interpretado por Ryan Gosling ,que embora possua 27 anos ,trabalhe , frequente a igreja e leve uma vida aparentemente normal,é na verdade um sujeito traumatizado pelo fato de haver perdido a mãe muito jovem ,e ter sido criado pelo pai que passou a sofrer depressão.
Seu irmão mais velho,arrependido e consciente do fato de que ter o deixado com o pai o afetou,o trouxe para morar na sua garagem.
E tenta junto da esposa convence-lo a se relacionar.
Lars sofre a mesma pressão para ter um relacionamento amoroso,no trabalho,na igreja,e pelas demais pessoas de sua cidade.Mas o que as pessoas não sabem é que Lars na verdade se quer aguenta ser tocado,e até usa várias camadas de roupa para evitar o máximo possível de contato físico com toda e qualquer pessoa.
É então que surge BIANCA, uma idealização que “ganha vida” através de uma boneca . Lars diz a todos que a conheceu na internet,e que antes Bianca era missionaria.Inventa mil e um detalhes sobre a personalidade dela,e até justifica o fato dela não andar dizendo que ela é cadeirante.
Pirando com a bizarra situação seu irmão e sua cunhada o levam a psicóloga,que sugere a eles entrarem no delírio de Lars. De modo que com o passar do tempo ele mesmo julgue não haver mais necessidade de continuar com Bianca.
PS: NÃO VOU CONTAR O QUE SE DESENROLA A PARTIR DAÍ,SE NÃO ACABO COM A GRAÇA DO FILME. ENFIM RECOMENDO !

lars_and_the_real_girl_movie_image_ lars-and-the-real-girl2007dvdripeng-fxg02616703-09-23 lars-and-the-real-girl-271242l-imagine
Mas a respeito dos principais temas abordados pelo filme,quero falar sobre  umas verdades.Por mais bizarra e maluca a situação vivida pelo personagem, o próprio filme  deixa claro sobre o quanto  idealizar alguém é comum.
Em certa cena onde Lars vê sua colega de trabalho chorando,tenta consola-la.E então ela conta que terminou seu relacionamento porque nem se quer gostava realmente do sujeito (o qual a princípio quis considerar interessante).
O contexto dessa cena me fez pensar nas “Biancas” que eu já criei,idealizando quem eu queria em alguém.
E no filme de certa forma os personagens acabam vendo o qual normal é o anseio de ter alguém,e alguém ideal para si.  é o que todos nós queremos né?
A parte demasiadamente louca,e simultaneamente mas “fácil” da situação é que Lars viveu isto com uma boneca,nos fazemos isso com outros seres humanos.
Iludimos o outro iludindo a nós mesmo a respeito da possível encarnação de nossas idealizações de parceiro(a) .Consequentemente nos magoamos e magoamos ainda mais o outro.
E também há a  questão da pressão dos familiares e amigos para que em determinada idade assumamos um relacionamento amoroso.
Até uma senhorinha da igreja de Lars o pressiona para ter alguém.E quem de nós nunca passou por isso de ter alguém nos lembrando de que precisamos namorar (como se a nossa natural carência não nos lembrasse rs)?

mv5bmtc4mdi0njewof5bml5banbnxkftztcwmdm0nje5na-_v1__sx1452_sy689_
E é justamente ai que criamos nossas “Biancas” , entramos num relacionamento para não lidar com a pressão da sociedade,ou mesmo para não lidar com nossa própria carência.E então o outro( nosso boneco-parceiro idealizado) nos serve durante o tempo que julgamos necessário.
Quando o delírio acaba e vemos que o outro não era o que escolhemos crer que era,simplesmente terminamos igual fez a amiga do personagem(afinal de contas bonecos não sentem dor né?).

Wikipédia sobre o Filme  AQUI .

Filme completo no Youtube.LINK DUBLADO AQUI .

Será um filme Extraordinário ?

O vídeo acima é  o book trailer de Extraordinário, de  autoria da R. J. Palacio. Pra quem leu o livro e  chegou a ver esse book trailer, foi impossível não pensar numa adaptação da vida de Auggie para as telonas.

Se você não sabe quem é Auggie , e não faz a menor ideia do que  estou dizendo, leia o post sobre o livro , aqui !

capa-extraordinario_frente

Parece que vai rolar mesmo o filme! 

O roteirista de Versos de um crime, foi anunciado  a bastante tempo como o responsável pela adaptação cinematográfica do livro. O roteiro do filme  será por conta de Jack Thorne (Uma longa queda) e a produção ficará por conta de David Hoberman e Todd Lieberman (O vencedor e A proposta).

Eu não assisti nenhum dos filmes citados como trabalhos anteriores da equipe escolhida para direção , roteiro e produção , mas acho difícil conseguirem estragar um livro tão bom quanto Extraordinário se bem que isso não é difícil né, geralmente estragam fácil fácil a historia de qualquer livro com as adaptações para o cinema .

Vamos torcer para ser  um filme tão bom quanto o livro! 

Cyberbullying

Bullying é um anglicismo (termo ou expressão da língua inglesa introduzidas a outra língua,) utilizado para nomear os atos de violência física ou psicológica intencionais praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, infligindo dor e angústia a alguém.Já sendo considerado um problema mundial o bullying , existe também na internet desde que a internet existe agressões realizadas virtualmente . Há um outro anglicismo para nomear a prática do bullying virtual : Cyberbullying.

O Cyberbullying nada mais do que o uso do espaço virtual para intimidar e hostilizar uma pessoa (colega de escola/colega de trabalho, professores, ex namoras(os), ou mesmo desconhecidos), difamando, insultando com piadas /montagens ,divulgação de fotos intimas etc .
Lembram do meu post sobre Lizzy Velasquez ? > PARA ASSISTIR CLIQUE AQUI .
Na época do colégio Lizzy estava estudando em casa , e depois do dever resolveu ver vídeo-clipes no youtube , foi quando se deparou com um vídeo de 8 segundos intitulado ‘ A mulher mais feia do mundo‘ , o vídeo expondo Lizzie  já possuía milhares de visualizações e continha comentários como ‘ Se mate! ‘ ‘Se eu fosse você eu me mataria!’ .
Além do uso da imagem de Lizzy indevida (totalmente sem sua permissão!) , da hostilização do titulo e toda exposição , o grande número de comentários ofensivos incentivando suicídio   é uma prova de que o cyberbully ( pessoa que comete cyberbullying) não é só quem divulga o conteúdo na rede , mas principalmente quem o incentiva com comentários  e compartilhamento , de modo a divulgar ainda mais o conteúdo ilegal .

images

O filme Cyberbully lançado em Janeiro deste ano mostra justamente isso ,Casey (interpretada por Maisie Wilkiams) uma cyberbully que acaba sendo chantageada por um hacker para cometer cyberbullying contra seus amigos.O hacker diz a Casey estar se vingando por todo conteúdo de cyberbullying que ela criava ou mesmo compartilhava na rede através de seu perfil falso.

Cyberbully (2015)
Cyberbully (2015)

Cyberbully (2015) costuma ser confundido com o filme de mesmo nome lançado na televisão em 2011 ,nos Estados Unidos, e em 2012 no Brasil.
Não assisti o filme de 2011 , mas super recomendo  Cyberbully (2015) :
Direção : Ben Chanan  Duração : 62 minutos

Outro thriller que aborda o tema é traduzido aqui no Brasil como Silencio Rompido  e mostra a investigação de uma mãe  para descobrir o que fez sua filha cometer suicídio.

images (1)

A mãe da jovem acaba descobrindo  que a garota  havia sido submetida  bullying na escola, após uma  foto dela nua  enviada  para seu namorado ter sido  repassada por torpedo para seus colegas  . O filme trada principalmente da distribuição de pornografia infantil, outro crime envolvido a cyberbullying.

Veja as consequências  que a lei garante aos criminosos virtuais, nos links abaixo :

>> Código penal criminaliza cyberbullying e stalking

>> Punição contra o crime de cyberbullying