Boneca

large (2)

Ela quis se levantar mas não podia
Seu corpo parecia estar como que sem vida
Não tinha força nos joelhos, não podia sobre suas pernas suportar o peso de sua doença
Ainda respirava mais ninguem notava
Parada la como uma boneca, num rosto opaco e sem vida
Sem sorriso, sem alegria
Imóvel
”Quase bela e sem vida!” diziam todos que a viam

Mas era uma menina
Uma menina de carne e osso prestes a congelar pra sempre
Partindo lentamente, enquanto caiam seus cabelos 
E quem poderia costurá-los de volta em sua cabeça?
Quem colaria suas unhas no lugar?
Quem lhe devolveria o brilho de existir?
Ela estava se desfazendo
Suas lágrimas molharam a fase
Doia partir
Ignoraram o fato
Ou simplesmente não a viram chorar

6 thoughts on “Boneca

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.